TORCIDA ÚNICA NÃO DÁ JOGO!

Mais uma medida descabida foi anunciada pelos burocratas que comandam nosso futebol: a política de torcida única nos clássicos paulistas - implementada em 2016 - será mantida em 2017.

A decisão não passa de um atestado de incapacidade do poder público em lidar com os problemas de segurança pública envolvendo o futebol. Pior, ofende os princípios do esporte, prejudica os torcedores pacíficos e NÃO RESOLVE a questão.

Sabe-se que mais de 80% das brigas entre torcedores acontecem fora dos estádios. Impedir que torcedores de times rivais estejam presentes em um mesmo jogo é ineficaz e arbitrário. Segregar é marcar um gol contra na história do futebol brasileiro.

Apenas os torcedores e apaixonados pelo esporte podem salvá-lo. Preencha o formulário ao lado e envie automaticamente um e-mail para o Secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves e o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos para que eles revoguem a política de Torcida Única nos clássicos paulistas em 2017 e nos deixem apoiar de perto nossos times do coração. Participe!

Pressione pelo fim da torcida única nos clássicos paulistas:

Quem você vai pressionar

Reinaldo Carneiro Bastospresidencia@fpf.org.br

Mágino Alvesseguranca@sp.gov.br

Ouvidoria FPFouvidor@fpf.org.br

Jecrimjecrim@mpsp.mp.br

1756e-mails enviados para resgatar o verdadeiro futebol paulista!

A VOZ DE QUEM SABE!

Muitos especialistas já se posicionaram contra a política de torcida única. Além disso, o que não falta são propostas e análises para resolver o problema da violência entre torcedores. Veja ao lado:



O QUE DIZEM AS ESTATÍSTICAS?

O futebol brasileiro sofre com a violência entre torcedores há muitas décadas. Com isso, muitos dados já foram coletados para entender como solucionar o problema.

Muitas pessoas, como o sociólogo Maurício Murad, professor da Universidade Salgado de Oliveira (Universo) e autor do livro Para Entender a Violência no Futebol, se dedicam ao tema há anos. Infelizmente, as autoridades parecem ainda não ter entendido como solucionar esse problema. Veja algumas estatística que comprovam essa análise:
1. ONDE MORA O PROBLEMA
Das 275 mortes registradas desde outubro de 1988, apenas 9 foram ocorreram dentro de um estádio.

2. FORA DA CAIXA
Última vez que um torcedor perdeu a vida na parte interna de um estádio foi em maio de 2007, no Mineirão

3. NÃO PRECISA TER JOGO PRA BRIGAR
Das 275 vítimas ligadas ao futebol desde outubro de 1988, mais de metade foram registradas em dias sem jogos

4. PEQUENA MINORIA
Das 345 torcidas cadastradas no Brasil apenas 15% foram reincidentes em atos de vandalismo e violência em 2014 e 2015. Entre esses 15% reincidentes, as pessoas afiliadas que são responsáveis pelas agressões e vandalismos são entre 5% e 7% apenas

5. INEFICIÊNCIA DAS AUTORIDADES
Em 2014 e 2015, apenas 3% de todos os crimes cometidos no futebol, dentro e fora dos estádios, foram levados até as últimas consequências.

Definitivamente, segregar não resolve a questão da violência nos estádios. Envie seu e-mail de pressão para pressionar a Federação Paulista e a Secretaria de Segurança Pública a reverterem a decisão de manter torcida única nos clássicos estaduais:



NA MÍDIA
Nossa campanha trata de um tema importantíssimo para o futebol e também para orientarmos de maneira mais eficaz as nossas futuras políticas de segurança pública na cidade de São Paulo. Não por menos, fomos destaque na imprensa em uma série de veículos. Leia algumas delas clicando nos links ao lado:
POR QUE A MINHA SAMPA ENTROU NESSA MOBILIZAÇÃO?

Futebol é muito mais do que entretenimento. Estamos falando da paixão de milhões de brasileiros, paulistas e paulistanos. E mais, de um dos grandes patrimônios culturais do Brasil.

Vivemos em uma sociedade extremamente violenta e o futebol, infelizmente, apenas reflete a incapacidade das autoridades públicas de garantirem a segurança dos cidadãos no seu dia a dia. Segregar, isolar e proibir as pessoas parece a alternativa mais fácil, mas isso não irá resolver o problema da segurança pública nem nos estádios e nem no nosso estado.

Vale lembrar que os torcedores paulistas já não podem mais entrar nos estádios com bandeiras de mastro, sinalizadores, livros, cerveja… e agora, até torcer pelo seu time na casa do rival está proibido. O futebol existe única e exclusivamente porque milhões de pessoas são apaixonadas por seus clubes e pelo próprio esporte. Não queremos ser impedidos de torcer. É nosso direito e iremos reivindicá-lo. Punição aos briguentos, liberdade aos torcedores pacíficos!








Juntos podemos fazer uma São Paulo melhor
contato@minhasampa.org.br







A Minha Sampa é uma rede de pessoas construída coletivamente, de forma apartidária, sem fins lucrativos e que não recebe dinheiro de governos, partidos, empresas públicas e construtoras. Juntos, mobilizamos cada vez mais gente a participar da construção de uma SP melhor.

São doações de pessoas como você que permitem que nossa pequena, mas aguerrida equipe, continue esse trabalho. Seja responsável por uma transformação real da política em nossa cidade! Contribua!

Quero apoiar esse trabalho com: